|   www.linadocarmo.de   

Body Images

One Woman Show

»Corpo e alma« – alma brasileira e técnicas européias são os dois pólos com que Lina cria a sua linguagem do Corpo visual. Em BODY IMAGENS, as imagens apresentam os retratos de mulheres, famosas e anônimas: uma Lavadeira brasileira assim como Isadora Duncan. Lina do Carmo mostra curtas coreógrafias, tais como:

Body Images - Lina do Carmo

RETRATO DE MULHER (1985, Paris) – uma reflexão sobre o atavismo femenino. Música: Luizao Paiva e Jean Michel Jarre (Zoolook)

CAMILLE CLAUDEL (1985, Paris/1989, Alemanha) – a vida e personalidade da extraordinária escultora francesa Camille Claudel refletida através da expressão artística de suas esculturas. Música: John Surman

MAR E O TEMPO (1989, Germany) – uma reflexão sobre o “tempo” e a “eternidade”, tendo como inspiração o romance “Mar Morto” de Jorge Amando. Música: Heitor Villa-Lobos por Egberto Gismonti.

POMBA GIRA (1989, Alemanha) – uma das mais populares figuras femininas que símboliza a mulher de Exu na religião Afro Brasileira. Seu extremo erotismo e humor cotidiano é satizado neste solo. Música: Lambada

LAVADEIRA (1989, Amelanha) – uma evocação poética dedicada a figura típica das lavadeiras das beriras dos rios do nordeste brasileiro. Música: Guem & Zaka Percussion

MATERNITE (CICLO) (1984, Paris. Direção de Marcel Marceau) – no movimento elíptico e pleno de simbolismo a gestualidade da dança instala o tema eterno do nascimento, da vida e da morte. Music: Johann Sebastian Bach: Air

ISADORA (Homage to Isadora Duncan) (1986, Brazil) – utilizando as técnicas da mímica e da dança esta coreografia faz uma reconstrução de posturas expressionistas de Isadora Duncan, baseadas nos desenhos do escultor francês Antoine Bourdelle e pesquisas sobre a espontaneidade inscrita nas figuras das emoções. Música: Frédéric Chopin: Etudes, opus 10

Concepção, coreografia e dança: Lina do Carmo • Co-direção: Mark Britton • Iluminação: Burkhard Jüterbock • Trilha sonora: Elmar Griethe • Apoio Cultural: Fundação de Arte do Rio de Janeiro, Theatertransfer Michael Hilleckenbach • Agradecimentos: Nievis Arnoso (Figurinos), James Saunders, Akiko Miyabe, Carlos Afonso

Imprensa

Mímica que rompe com todos os limites de clichés
»Ela conecta a dança e mímica numa forma expressionista e elaborada. O resultado são cenas teatrais curtas e impressionantes: Corpo Imagens. (…) A brasileira é Isadora Duncan, Marcel Marceau e Charlie Chaplin em uma só pessoa. Todos de seus sete estudos são pequenas obras de arte.« (Berliner Morgenpost)

Mensagem de Movimento
»O desempenho poderoso de Lina do Carmo imprime consistencia.«
(Frankfurter Rundschau)

Sinfonia Corporal
»Quem presta atenção compreenderá de onde se origina esta reputação: Lina do Carmo – faz magnetismo puro, é uma dançarina que com um piscar de sobrancelha pode atrair a atenção do público. E flui com sua maneira própria e convicção. Permanece longe dos clichés da mímica. Com seu corpo que ela pode controlar perfeitamente, com força mas igualmente com ternura, ela orchestra o fluxo das sinfonias que permitem percepções e deixam o espaço para a fantasia do espectador.« (Nordbayerische Zeitung)

Corpo eloquente
»Lina do Carmo, cujo o nome representa o renascimento da mímica brasileira após o final da ditadura militar, desenvolve seus temas de maneira intensiva e poetica. (…) A mulher é refletida repetidas vezes em suas imagens do corpo como em “Maternité”, dirigida por Marceau em 1984. Exite somente poucos mímicos que podem atuar de forma tão convincente como faz Lina do Carmo.« (Fürther Nachrichten)

Dança redonda de emoções
»a arte universal do corpo é dificilmente visto em tal intensidade. Uma dança harmônica das sensações, dos abismos, da vida em toda sua ternura e dureza.« (Nürnberger Nachrichten)

Emoções humanas em uma fascinante peça de mímica
»com a sua linguagem corporal, Lina do Carmo, a alma brasileira do teatro expressionista do corpo, evoca estranhesas da imaginação e da força, mas ao mesmo tempo também da tranquilidade e da ternura, e mesmo de erotismo. Uma mímica femina que pode se transformar numa legenda.« (WR)

Posturas expressivas
»A fusão da luz, sombras e movimento. Nos passos de Isadora Duncan, a artista brasileira não somente dança, mas funde a mímica e a arte da expressão clássica do corpo. A fusão destes dois elementos artísticos é rara. Mais raro é o perfeito contrôle da libertação. Lina do Carmo criou um estilo pessoal muito especial.«
(Kölner Stadt-Anzeiger)

Get the Flash Player to see this player.

Click...

Body Images
Body Images SW
Body Images
Body Images
Body Images